Ajuda aos ribeirinhos na maior enchente da história do Amazonas

Voluntários e amigos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias unem-se aos esforços da Igreja Católica e ajudam os ribeirinhos na maior enchente da história do Amazonas.

O Estado do Amazonas enfrenta a maior cheia dos últimos cem anos. São mais de 50 municípios em estado de emergência. O número de famílias atingidas chega a mais de 80 mil, segundo dados oficiais da Defesa Civil do estado. Do total de municípios afetados pela enchente, apenas 38 já receberam ajuda humanitária dos mais diversos segmentos da sociedade.

A Calha mais atingida ainda é a do Rio Solimões, onde dez municípios estão em estado de emergência. Na área do Juruá, há mais sete cidades decretaram a mesma situação. O problema se repete nas calhas dos rios Purus, Baixo Solimões, Médio Solimões, Médio Amazonas, Amazonas, Madeira, Baixo Amazonas, Japurá e Negro.

A capital Manaus também sofre as consequências desta enchente. A rotina de seus moradores tem mudado nas mais diversas áreas de atividades. No centro da cidade, por exemplo, a rotina do comércio teve que ser alterada. Em toda a orla fluvial do Rio Negro no entorno de Manaus, os prejuízos são grandiosos. São cerca de 7 mil famílias em 16 bairros atingidas diretamente.

Diante de todo este quadro de calamidade pública, as iniciativas em prol dos atingidos por esta enchente tem ganhado força. Entidades não governamentais que gozam da credibilidade da sociedade organizada, como é o caso da Igreja Católica de Manaus, estão realizando um trabalho primoroso. A Arquidiocese de Manaus, através da Cáritas, esta coordenando com outros segmentos da sociedade, esta ação junto aos ribeirinhos do Amazonas.

 

A Parceria com a Igreja Católica

Na ocasião em que o Arcebispo Metropolitano de Manaus, Dom Luis Soares Vieira, teve um encontro com a Presidência da Área Brasil, durante a visitação pública do Templo de Manaus, Élder Costa, Presidente da Área Brasil, colocou A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias a disposição para ajudar no que fosse preciso para amenizar a dor das famílias desta região atingidas por esta enchente. Assim, num trabalho coordenado com Roberto Hernandez, Diretor da Área Temporal da Igreja no Brasil e com apoio e gerencia do Departamento de Bem-Estar, o projeto teve seu início.

A partir daí aconteceu a primeira reunião com o líder encarregado da igreja católica, Padre Izaias Júnior de Andrade, coordenador da Cáritas Manaus, a parceria havia começado. Os detalhes para esta ação em conjunto foi definido. Logo após, a liderança do Estaca Rio Amazonas foi acionada pois é a estaca mais próxima. O presidente Alcides Martins imediatamente envolveu seus membros na montagem dos kits. O projeto contou com apoio fundamental do Presidente da Missão, Presidente Klein e seus missionários e também os irmãos Adson Matos, diretor multiestacas de Assuntos Públicos, Carlos Pires, representante do Bem estar da Igreja.

O trabalho aconteceu em três etapas. A organização dos Kit`s de Higiene e limpeza domestica realizada nas dependências da sede da Estaca Rio Amazonas com a participação de voluntários e amigos da igreja. O embarque para o transporte terrestre até a sede da igreja católica em Manaus e por fim o envio aos municípios afetados via transporte fluvial. “Essa ajuda da Igreja de Jesus Cristo mostra que somos cristãos e quão valiosa e importante é a sua presença aqui em Manaus. O mais importante é ajudar as pessoas que sofrem, independente de sua crença religiosa”, comentou Dom Luis Vieira.É importante destacar que em todas essas etapas membros da Igreja acompanharão para se certificarem de que a ajuda chegou ao seu destino final.

Além desta primeira mobilização em prol das famílias atingidas pela cheia dos rios do Amazonas, os líderes locais da igreja em Manaus, já se preparam para que em outro momento as mãos da solidariedade possam ser estendidas aqueles que muito precisam.

Texto e Fotos – Adson Matos e Nei Garcia (Assuntos Públicos) e Carlos Pires (Bem-Estar)

 

Anúncios

Sobre autossuficienciabrasil

Destinado a troca de know-how entre os Especialistas de Autossuficiência de Alas e Estacas
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.