Projeto Água – Povoados Juá de Baixo e Bezerro Morto – PI

Com o propósito de viabilizar o acesso de comunidades carentes à  água potável, o Departamento de Bem-Estar – Área Brasil realizou recentemente o Projeto Água Potável nas cidades de Juá de Baixo e Bezerro Morto – PI. Geralmente trabalha-se com a perfuração de poços (depende do local), construção de reservatórios de água e irrigação de pequenas lavouras. A comunidade é envolvida desde o planejamento até a execução do projeto.

O evento de inauguração foi todo organizado por uma senhora simples e de fala mansa, Dna Maricuta, que com sua simplicidade nos ensina a respeito da fé e determinação. A professora Socorro foi a mola mestra do programa, ela desenvolveu todos os contatos com os líderes locais da região e sempre teve esperança de que nós da Igreja iríamos atender a sua solicitação.Desta forma as etapas para a realização do projeto foram feitas,  pois tudo o que dependeu dela foi alcançado, inclusive a instalação de iluminação elétrica junto a companhia Cepisa dentro do Programa Luz para Todos.

A comunidade estava imensamente grata a Igreja e o Presidente agente Andrade, da estaca Teresina fez questão de frisar algumas vezes o nome da Igreja e todos os presentes, com gratidão em seus olhares, repetiram o nome da igreja com satisfação.

A primeira dama do municipio de São João da Cana Brava, a Sra. Niciani ficou muito animada e declarou que nunca havia visto uma ação tão boa dentro do municipio por meio de uma instituição religiosa, desta forma criou-se uma amizade com a Igreja que no futuro poderá gerar bons frutos para o evangelho.

A multidão em baixo do pé do cajueiro foi o ápice do evento regado a muita carne de boi que foi ofertado pelos moradores da comunidade para o evento de inauguração e alegrar a todos os presentes, além do almoço que foi preparado pelas mulheres da região.

Enviado por Fernando Souza – SRE Fortaleza

Anúncios

Sobre autossuficienciabrasil

Destinado a troca de know-how entre os Especialistas de Autossuficiência de Alas e Estacas
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.