Histórias de Sucesso

Robson Ferreira Silva – Distrito Botucatu

Conheci a igreja em Agosto de 2002, naquela ocasião meu filho mais velho tinha 5 meses de vida, acabávamos de nos mudar de uma cidade onde a igreja era muito forte, morei na rua de uma capela SUD, passava em frente a uma capela pelo menos uma vez por semana, achava curioso mas não conhecia nenhum membro. Nossa situação financeira era difícil mesmo naquela ocasião, mudamos com minha cunhada que também tinha filhos pequenos.

Quando conheci na igreja o que mais chamou minha atenção foi por responder minhas perguntas nunca respondidas a respeito da família, e o nosso propósito aqui na terra.

Ao passar do tempo continue firme na igreja desde quando nos batizamos em novembro de 2002, logo fui avançado no Sacerdócio de Melquisedeque e fui chamado como Conselheiro do Ramo em Jaú.

Daí em diante eu, minha esposa e meus filhos, que foram nascendo ao decorrer dos anos, continuamos passando por várias dificuldades, mas nunca negligiamos nossas obrigações em nossos chamados  e participavamos em todos os programas da igreja principalmente nas aulas do Instituto de religião, o Senhor nunca nos desamparou, ou por ele mesmo, ou por seus lideres e amigos da igreja.

Certa vez dentro da sala celestial do Templo recebi uma revelação do Senhor a respeito de minha autossuficiência, já que sempre tinha problemas com isso porque a família era grande e não tinha condições com todas as despesas familiares. Na ocasião solicitei ajuda do Fundo Perpétuo de Educação, conversei diretamente com o Coordenador do Sei, naquela ocasião eu servia como Presidente do Ramo e minha situação estava mais difícil ainda, pois acabava de nascer o quarto filho e continuava pagando aluguel. A resposta do empréstimo do Fundo Perpétuo foi muito rápida, paralelo a tudo isso fui entrevistado pelo meu diretor no meu trabalho, e recebi uma promoção significativa, e logo após dois meses seguinte comecei minha faculdade de Gestão de Pessoas. Minha situação começou a melhorar de forma significativa, conseguimos financiar nossa casa própria e nosso carro, melhoramos nossa situação de serviço na igreja e consequente nossa vida também. Sempre tive como legado que: “Eu, o Senhor, estou obrigado quando fazeis o que eu digo; mas quando não o fazeis, não tendes promessa alguma” (D&C 82:10).

Depois de alguns meses não usei mais fundo de jejum da igreja, o Senhor tem nos abençoado muito como família. Continuo buscando fazer a minha parte, tive algumas dificuldades e ainda tenho, mas as mudanças em minha vida foram significativas, ao terminar minha faculdade recebi uma proposta de outra empresa para coordenar o setor de Recursos Humanos e aceitei. Não perdi tempo e procurei imediatamente uma Pós-Graduação em Gestão de Pessoas, e ao terminar minha Especialização, o Senhor continuou abençoando, prestei um processo seletivo em uma Escola tradicional da cidade e passei entre outros bons candidatos a vaga de Coordenador de Pessoal. Estou trabalhando atualmente nessa escola, com essa oportunidade conseguir matricular meus 4 filhos na escola onde hoje estudam muito felizes

Continuo buscando conhecimento, estou fazendo outra graduação, e espero que o Senhor me ajude a concluir e abençoar mais ainda a nossa vida e das pessoas a quem servimos. Aprendi com o tempo que realmente quando melhoramos nossa carreira abençoamos nossa vida, nossa família, as pessoas de nossa religião e a sociedade em que vivemos.

Sei que o Senhor nunca desampara um filho fiel, sinto o amor do Salvador sobre minha família, tenho servido todo o tempo da minha vida na igreja em diversos chamados durante todo esse tempo, sempre busco estar no Templo com minha esposa lá é a fonte de todo o conhecimento sobre Jesus Cristo e Nosso Pai Celestial, realmente sei que temos um profeta vivo, como sou grato ao Pres. Hinckley por inspirarme a buscar auxilio do fundo perpetuo de educação, e continuar buscando conhecimento. Incentivo qualquer pessoa que tenha vontade de buscar conhecimento (D&C 130:19) e melhorar sua vida a buscar ajuda do Senhor em espírito de jejum e oração, tenho certeza que ele o auxiliará com todo amor que tem por nós seus filhos a melhorar a situação de vida aqui na terra.

Moro em Jaú, SP sou membro do Ramo Raú, do Distrito Botucatu e atualmente sirvo como 1º. Conselheiro do Distrito Botucatu.

123

___________________________________________________________

Historia de sucesso uhuuu

Iniciei há 20 dias minha participação no grupo de autossuficiência, “ Iniciar e melhorar Meu Negócio”, na Estaca Natal. Depois disso, coisas extraordinárias tem acontecido na minha vida e na vida de minha família. Minha mente tem sido aberta e uma motivação vem surgindo, não sei de onde, que me faz cada vez mais aprender com esses ensinamentos e princípios, pequenos detalhes que não conhecia ou passava desapercebido. Estou muito motivado com o conteúdo e principalmente com os colaboradores do grupo. Tenho amadurecido no conhecimento que é de grande importância em meus negócios e na minha vida.

Sinto que os resultados do meu negocio próprio crescem de forma impressionante! Tenho administrado melhor meu tempo, ensinado minha família e aumentado minha fé. Em relação a administração do dinheiro, tenho colocado esse princípio em prática e economizado alguns valores, que servirão para nossa próxima viagem ao templo, pois essa é nossa meta principal.

Paulo Amaro da Silva – Natal – RN 

_________________________________________________________________________


História de SucessoAo terminar minha missão em Recife em 20 de Janeiro 2015, participei do treinamento para carreira no último dia no CA Recife e ao retornar de minha missão e começar a procurar emprego fui no CA POA.

Fiz o curso do CASP que me ajudou a aprender bastante sobre currículo, carreira e especialmento entrevistas de emprego, servi como voluntário pleno (em busca de emprego) dentro do CA POA, aprendendo assim mais ainda.

Compreendi qual será minha profissão durante uma aula do PPS e em breve ingressarei no curso superior de Contabilidade.

Com a ajuda dos conhecimentos adquiridos no CA me tornei mais apto a ter bons resultados no mercado contábil. Usando o Currículo Triângulo de Ouro, fui chamado para entrevistas e aplicando as técnicas do CASP/BAE, consegui uma vaga para auxiliar de contabilidade da Associação de Funcionários do Hospital Moinhos de Vento e inicio dia 25 de fevereiro de 2015.

Eric Corrêa Alves – Aux. Contabilidade

Ala Cristal, Estaca Brasil Porto Alegre

__________________________________________________________________________


histórias de sucessoSou Maria Edilene Romão, tenho 35 anos.

Como era a minha vida antes, triste, negativa sem esperança, desanimo para lutar, chorava com facilidade, muitas vezes me desesperava, chorava por não saber o que poderia fazer para alimentar meus filhos pois já havia seis meses que eu não trabalhava.

Minha irmã vendo minha situação me ensinou a fazer calcinhas para crianças, aprendi a confeccioná-las e vendia e o pouco que vendia alimentava minha família.

Quando eu estava desesperada veio duas irmãs que me incentivaram a fazer o curso do Casp, para que eu pudesse aprender a ser autossuficiente profissionalmente ou abrir meu próprio negócio.

A partir daquela data, na hora eu já comecei a pensar, era a única esperança que tinha, mas eu tinha fé que o Casp iria mudar a minha vida, já comecei a ter ânimo, alegria, comecei a buscar a resolução para meus problemas, tive vontade de vencer pelos meus objetivos.

Pedi para fazer uns currículos e entreguei um para o irmão levar para empresa, fiz a inscrição no Casp, mas estando muito abatida resolvi lutar pelo curso passando muita dificuldade, consegui vencer quando terminei o curso eu era outra pessoa com pensamentos positivos super animada.

Coloquei em prática o que aprende no casp e em duas semanas me chamaram para uma entrevista de emprego, voltei ao CA Estaca Castanhal e treinei um pouco mais como passar na entrevista, fui para a entrevista e fui aprovada fiz todos os exames que me pediram e logo estava trabalhando.

A minha vida começou a mudar. Atitude positiva, muito ânimo, alegria, paciência, esperança e muitos sonhos.

Eu sei que quando fazemos algo com fé seremos muito abençoado, porque temos um Pai Celestial que vive e nos ama. Sou grata a Deus por tudo o que acontece em minha vida.

Maria Edilene Romão

Ala Castanhal, Estaca Castanhal

______________________________________________________________

Jamile Melo de Araújo

Eu era casada e me separei, não tinha para onde ir, conheci a Érica (Recém conversa) através de um amigo em comum. E fui morar com ela sem a conhecer, fui para lá desempregada e sem perspectiva de vida e com um coração cheio de rancor.

Comecei a procurar emprego e a visitar a igreja que a Érica frequentava, a partir dai conheci as missionárias que faziam visitas semanalmente na casa dela. Durante esse período houve uma divulgação de feira de educação, emprego e negócio próprio que ocorreria no dia 29 de novembro. Fui visitar a feira, mas sem perspectiva de conseguir um emprego.

Durante essa visita na feira fui até a mesa dos missionários e ouvi pela primeira vez a mensagem da restauração da igreja e recebi um livro de Mórmon, a principio não acreditei muito.

Com incentivo da Érica e das sisteres, me dirigi aos representantes da agência “Prepara Cursos”. Para fazer um currículo, sete dias depois eu estava empregada. Durante o período de seleção e entrevistas eu estava recebendo as mensagens das sisteres e me preparando para o batismo, fiquei relutante com a meta de batismo, pois ainda tinha muita magoa, mas, com o novo emprego me senti confiante que Deus tinha um plano muito grande na minha vida e que começará a mostrar-me que era capaz e maior que todos os meus sentimentos ruins e que eu poderia supera-los com a ajuda dele. Fui morar com a Érica no dia 3 de novembro, comecei a trabalhar dia 6 de dezembro e dia 12 de Dezembro me batizei. Um dia antes da meta feita pelas sisteres.

Hoje sei que a Igreja é verdadeira e que todos os meus pecados foram deixados para trás, e me sinto bem espiritualmente e confiante por saber que Deus está ao meu lado.

A irmã Jamile tem 24 anos, está trabalhando na empresa TCD Navegação na função de Recepcionista e frequenta a Ala Icoaraci.

HJ 1
______________________________________________________________
rafael“Recentemente busquei o C.A, mais próximo – morava em Suzano e ia para São Miguel Paulista para conversar com Irmão Arnaldo, que me recebeu muito bem, ofereceu toda a motivação para ir à luta e fez-me uma promessa que em um mês eu estaria empregado se participasse do programa BAE e seguisse as valiosas dicas.

Foram semanas com muitas emoções, meu terceiro filho nasceu neste intervalo, tinha muitas responsabilidades na Igreja e havia sido aprovado recentemente na Faculdade de Tecnologia de São Paulo. Buscava um emprego local de preferência para equilibrar minha vida e recebi todo o suporte para ampliar minha rede de contatos e espalhar meus currículos por todos os meios disponíveis. Eu sempre soube desde meu primeiro curso do Casp, que só precisava de uma oportunidade de entrevista – que estaria empregado. Fiz varias reciclagens do curso que só fortaleceu minha convicção.

Realmente foram 28 dias de busca, antes de completar os 31 dias do mês de Agosto estava empregado na cidade que faria meu curso superior. Neste mesmo mês Agosto, completo um ano na Empresa, entrei como assistente Químico e hoje respondo como responsável técnico pela Empresa e com mais perspectiva de crescimento.

Sou grato por esse programa especial da Igreja para orientar nós membros nos momentos de crise, sou testemunha como participante dos cursos inspirados, oferecidos pelos C.A’s: – só preciso de uma oportunidade de entrevista!”

Rafael Pereira Rodrigues – Bispo Ala Suzano – Estaca Mogi das Cruzes

__________________________________________________

“Sou profissional da área de Finanças & Controladoria e relato que aprendi muito frequentando os cursos no CA (Centro de Autossuficiência) do Caxingui. Conclui o curso CASP, Planejar para o Sucesso, participei ativamente do programa BAE (Busca Acelerada de Emprego) e durante quase um ano servi como voluntário no CA.

Nesse ínterim tive a oportunidade de participar de vários processos seletivos e de me reunir semanalmente com a missionária que sempre me motivou e identificou pontos fortes de meu perfil mostrando-me, também, onde eu podia melhorar. Em todos contatos que mantive durante o período de transição coloquei em prática os princípios aprendidos no CA e sempre usei “Declarações de Poder” e “Propaganda de 30 Segundos” nas entrevistas que participei, sendo que pude usar diversas declarações diferentes em várias delas pelo fato que previamente tinha preparado uma declaração de poder para cada uma das mais importantes realizações profissionais de minha carreira; também coloquei em prática as técnicas aprendidas nos encontros promovidos pelo CA, em Congressos, Feiras e em todos o contatos mantidos (pessoalmente, por telefone ou e-mail). Isto passou a ser um hábito na minha vida. Assim como o entendimento de que a manutenção de um “Networking” ativo é uma das chaves do sucesso, o apoio recebido pelo Centro de Autossuficiência manteve minha dignidade e autoestima para nunca desaminar e não rebaixar os padrões/metas estabelecidos.

O Gerente do CA Caxingui, que acompanha a evolução geral dos programas inspirados pelo Senhor também se preocupa com cada um dos indivíduos participantes destes programas. Ele conversou com outros gerentes de outros CAs a meu respeito e o Gerente do CA ABC ao saber de meu perfil fez questão de me introduzir à uma “headhunter” de seu relacionamento. Desta forma, meu leque de contatos ampliou-se e tive a oportunidade de participar de dois diferentes processos seletivos fechando uma excelente oportunidade de trabalho com o segundo deles. Sou muito grato ao Pai Celeste por colocar pessoas especiais em minha vida e por criar programas inspirados que ajudam Seus filhos aqui na Terra a sobrepujarem momentos delicados e difíceis. O CA funciona na medida que a fé dos participantes se traduz em obras determinadas em atingir objetivos bem claros.”

historia de sucesso

Ricardo Condom Sanz – Gestor Financeiro – Scórpios – Estaca SP BR Campo Limpo

________________________________________________

Picture3 “Sou Maria Edilene Romão, tenho 35 anos.

Como era a minha vida antes? Triste, negativa e sem esperança, desânimo para lutar, chorava com facilidade, muitas vezes me desesperava. Chorava pois não sabia o que poderia fazer para alimentar meus filhos, pois estava desempregada há 6 meses.

Minha irmã vendo minha situação me ensinou a fazer calcinhas para crianças. Aprendi a confeccioná-las e  comecei a vendê-las e o pouco que vendia alimentava minha família.

Mas ainda assim não era o suficiente. Quando eu estava desesperada duas irmãs de minha ala me incentivaram a fazer o curso do CASP para que eu pudesse aprender a ser autossuficiente profissionalmente e a abrir meu próprio negócio .

Eu tinha fé que o CASP iria mudar a minha vida! Já comecei a ter ânimo e alegria!

Fiz até uns currículos e entreguei um para um irmão da ala levar para uma empresa. Fiz a inscrição no CASP.

Quando terminei o curso eu era outra pessoa com pensamentos positivos super animada.

Coloquei em prática o que aprendi no CASP e em duas semanas me chamaram para uma entrevista de emprego, voltei ao CA Estaca Castanhal e treinei um pouco mais como passar na entrevista. Fui para a entrevista e fui aprovada!

A minha vida começou a mudar. Atitude positiva, muito ânimo, alegria, paciência, esperança e muitos sonhos.

Eu sei que quando fazemos algo com fé seremos muito abençoado, porque temos um Pai Celestial que vive e nos ama. Sou grata a Deus por tudo o que acontece em minha vida.”

Maria Edilene Romão – Ala Castanhal, Estaca Castanhal

_______________________________________

12

 

Gostaria de relatar como me beneficiei dos recursos oferecidos pela Igreja, no que diz respeito ao suporte na autossuficiência profissional de cursos como CASP, CASP NP e mais recentemente o CA que foi um fator determinante na minha mais recente contratação.

Nos últimos treze anos trabalhei em três empresas como Representante Comercial, duas delas na área de vendas de produtos e equipamentos odontológicos na Serra Gaúcha e a outra na área de vendas de acessórios de moda atendendo lojistas de todo o Estado do Rio Grande do Sul. Por tratar-se de prestação de serviços sem vínculo empregatício, o que sempre me deixou insegura, busquei alternativas paralelas, conciliando vendas de outros produtos.

Pensando em expandir a comercialização destes produtos, decidi fazer o curso CASP NP/2014, justamente para ver até onde eu poderia seguir ou não com a possibilidade de ter um negócio próprio e receber mais orientação a respeito. Percebi neste curso que aprendemos a identificar o nosso perfil empreendedor, gerencial ou técnico. Descobri que ainda não estava preparada para dar este passo, por não ter uma formação que me amparasse, uma estrutura com capital, etc. Apesar de todos termos características de cada perfil, a identificação com o perfil técnico foi imediato. Sempre gostei de prestar serviços como vendedora, para pessoas ou empresas que me dessem todo o suporte necessário, onde eu não tivesse compromisso de gerenciamento ou administração. E com esta constatação, não foi difícil decidir entre ter um bom emprego ou me aventurar em um negócio próprio.

Em março deste ano recebi um telefonema de um Diretor de uma empresa multinacional de implantes dentários, com uma das sedes em SP, que se identificou e me contou como chegou ao meu nome por indicação de um Cirurgião Dentista de Caxias do Sul.

Fiquei feliz e ao mesmo tempo surpresa. Conversamos por 45 minutos sobre minha trajetória profissional dentro da área odontológica que soma 19 anos de experiência, sendo 10 anos como auxiliar odontológica e 9 anos como Representante Comercial de Produtos Odontológicos, sobre vida familiar e pessoal, e eu mal sabia que neste momento ele já estava avaliando meu perfil e colhendo informações necessárias para uma futura contratação. Sem querer, fiz meu comercial de 30 segundos, que aprendi no curso do CASP-2008, é claro que um pouco mais extenso, motivado pelo interesse dele em querer saber mais. Ele falou que para formalizar uma proposta eu deveria sinalizar um interesse. Para isso, pesquisei a empresa através de clientes, internet e principalmente um contato com o vendedor deles em Porto Alegre, para colher informações para a tomada de decisão.

Feito isso, mandei um e-mail demonstrando interesse em ouvir uma proposta, e em 15 dias estava em Campinas-SP fazendo uma suposta entrevista, porque para ele, eu já estava contratada desde o dia que conversamos por telefone.

Alguns dias antes da minha ida à SP, foi solicitado que encaminhasse meu currículo. Como sempre trabalhei por indicação nos últimos 20 anos, não tinha nem ideia de como fazer este documento. Meu marido lembrou do Elder Santos (Oberdan Santos), que trabalha como Coordenador do Centro de Autossuficiência da Estaca, e solicitamos sua ajuda para a composição do Currículo.

Lembro até hoje da noite que ele esteve em nossa casa, depois de um dia de trabalho, chegando por volta das 21:00h e saindo de lá à 1:00h procurando obter as informações necessárias para compor um currículo no padrão triângulo de ouro, que foi determinante para minha contratação, pois era preciso antecipar informações minhas para os pares da Diretoria da empresa antes da minha ida.

Chegando no escritório da empresa já fui apresentada como sendo a nova consultora de vendas da P-I Branemark na Serra Gaúcha.

A p-I Branemark é uma empresa que faz parte do Grupo Zimmer Holdings (USA), uma das maiores empresas de capital aberto do mundo no segmento de ortopedia, biomateriais e implantes dentários, presente em mais de 100 países nas Américas, Europa, Ásia e Pacífico.

A p-i Branemark fabrica seus produtos em cinco países: Brasil(Baurú-SP), Suíça, Suécia, Dinamarca e EUA.

Ou seja, quando percebi a dimensão da empresa que estava entrando, tive dois sentimentos, alegria por fazer parte de uma empresa multinacional que oferece excelentes condições de trabalho e que favorece não só o funcionário mas também a família e também preocupação por saber o peso da responsabilidade e a necessidade de buscar conhecimento constante, não só dentro da área, mas também na área tecnológica (informática) e língua estrangeira como inglês e aperfeiçoar o espanhol que já possuo, mas que por anos ficou escondido,  por não ter necessidade de usá-lo.

Defino como uma oportunidade em excelente hora, que se encaixa com o que temos ouvido ultimamente com muita ênfase de nossos líderes, que devemos buscar aperfeiçoamento, que devemos estudar ou voltar à estudar, que é meu caso, porque as oportunidades surgem e devemos estar preparados.

Tenho certeza que os recursos que citei, foram essenciais para minha preparação na hora de identificar a oportunidade e a tomada de decisão, tendo consciência que decidir nesta área envolve estrutura familiar, pessoal e espiritual.

Atenciosamente,

Kelen Bugs Pereira

________________________________________________

 

DSC05881

Quando comecei a passar por algumas dificuldades, decidi não perguntar o porquê, mas o que o Senhor desejava de mim.
De maneira clara ouvi e sentir a voz do Espírito Santo, era a Vontade do Senhor:
Não abrirei as janelas do Céu, a menos que utilize as chaves que tens para ajudar a abrir as janelas para meus filhos na Estaca.

Naquele mesmo momento liguei para o irmão Arnaldo Ferreira, gerente do Centro de Autossuficiência Leste e contei o que havia acontecido.
No dia seguinte estávamos juntos para uma reunião sobre o assunto.

Disse ao irmão Arnaldo: precisamos ter um CA na estaca. A Capela estava em reforma, não havia local para isso, não tinhamos casais missionários, nada de especialistas e nem sabia que a Primeira Presidência havia incentivado as Estacas  a terem o CA.

Depois de saber como era a estrutura para um CA na estaca e perceber que não tínhamos nada, cresceu ainda mais o desejo de ter um Centro de Autossuficiência da própria Estaca.

O Centro mais próximo era o de São Vicente inviabilizava o deslocamento de muitos membros tendo em vista a grande distância.

Decidi cuidar pessoalmente, foi neste momento que minhas dificuldades aumentaram.
Mas lembrei da citação no Livro “Como Receber Respostas às Nossas Orações”, de Gene R. Cook. “Esteja preparado para a Oposição Crescente de Satanás – Se você estiver orando para pedir algo que esteja de fato importante, pode ter certeza de que o diabo se intrometerá no assunto. Ele vai tramar de tudo para tentar fazê-lo duvidar. Portanto, saiba logo de início que ele vai tenta-lo”.

Todos a ações a partir daí foram focadas para o que o Centro fosse criado.
Orei sinceramente ao Pai Celestial e Ele mostrou quem deveria  ser os casais missionário de serviço e os especialistas para o CA da Estaca.
A manutenção ajudou para que a sala fosse adaptada. O Centro de Autossuficiência Regional deu todo apoio, treinamento para missionários e orientação para a condução dos trabalhos.

Mas as coisas para mim pareceram piorar. Lembrei de outro trecho do Livro “Como Receber Respostas às Nossas Orações”. “Descobri que, quando começamos a orar por coisas que são verdadeiramente importantes, muitas vezes as coisas pioram em vez de melhorar. Muitas vezes isso se deve a Satanás e seus ajudantes, que se estão empenhando ao máximo para garantir que não tenhamos sucesso. Isso deveria servir de sinal para os homens e mulheres que têm fé: “Estou no Caminho certo. Estou fazendo algo importante e, agora terei fé redobrada”. Se conseguirem fazer com que sua fé aumente nesse momento, terão vencido a maior parte da batalha.

Consagramos um pouco mais, nosso precisos filho saiu para uma missão de tempo integral.

Sabia que era o que o Senhor desejava.
Hoje o CA da Estaca começou a funcionar a maneira do Senhor. Há muito ainda para fazer.
Os membros estão sendo beneficiadoscom o CA da Estaca.
As portas do Céu e suas janelas começaram a serem abertas para mim e minha família conforme o Senhor prometera.

Hoje sei que o Pai Celestial fez com que eu pessoalmente conhecesse as necessidades de seus filhos na estaca.
_______________________________________________

Picture1Idelmo Alves é formado em técnico de produção, tem experiência em fábrica, porém no últimos anos vinha trabalhando em um negócio próprio de representação comercial. O negócio não estava dando certo e a família ficou com a renda comprometida. Idelmo passou a procurar emprego, mas a idade acima de 35 anos e o tempo longe da fábrica eram os principais obstáculos. Idelmo não sabia o que fazer, quando conheceu o programa de mentores em 2013. O irmão Trajano Lima foi o seu mentor. Seguindo uma inspiração, o irmão Lima desafiou o Idelmo a frequentar o Centro de Autossuficiência em Campinas como se fosse seu emprego. Deveria procurar emprego das 8h às 17h, e em seguida ir ao Templo e pedir ajuda ao Senhor. Ele aceitou o desafio. O dinheiro para o transporte e alojamento no Templo foi providenciado.

Idelmo chegou no CA numa quarta-feira e começou as atividades de busca de emprego. Foi atendido pela equipe do CA e se aplicou a buscar pessoas em sua rede de contatos. Um deles foi um membro da Igreja, gerente de RH da Hyundai Brasil. A empresa estava recrutando pessoas para abrir um terceiro turno de produção. Idelmo teria perdido essa oportunidade se não tivesse ligado para este irmão naquele dia. Idelmo foi recrutado, selecionado e começou a trabalhar na pintura do novo modelo HB20 da Hyundai apenas algumas semanas depois.

Já faz um ano que Idelmo é empregado da Hyundai, mas não parou de perseguir sua busca por uma carreira sólida. O emprego lhe deu ânimo para retomar os estudos e melhorar sua empregabilidade. Durante o ano de 2013, ele ficou sabendo do ENEM e aplicou para uma bolsa. Foi contemplado e, através do PROUNI, conseguiu ingressar no curso de Gestão da Produção Industrial, com uma bolsa de 100%. Idelmo ainda não tem o emprego de seus sonhos, mas sabe que está no caminho certo. Ele reconhece a mão do Senhor, e disse que “o Senhor colocou na minha vida as pessoas certas, através do Programa Mentores”.

Idelmo Alves – Ala Piracicaba 4 – Estaca Piracicaba

 

______________________________________

Picture1

____________________________________________

 

Me batizei em A Igreja de Jesus Cristo Dos Santos Dos Últimos Dias cerca de seis anos atrás, e desde então minha vida mudou muito, começou a ter mais sentido, mais propósito… Servi uma Missão de Tempo Integral e fui muito abençoado por isso, voltei de Missão um ano atrás e fiz muitas metas para minha vida, recentemente realizei a maior de minhas metas que era me casar e Selar no Templo do Senhor.

O casamento é u2014-04-10 15.35.30ma grande benção em minha vida e o Centro de Auto-suficiência Leste é uma outra benção em minha vida, quando me casei, a um mês, estava desempregado já a um certo tempo, certo dia fui ao Centro de Auto-Suficiência e conversei com o Arnaldo que juntamente com sua equipe se prontificou a me ajudar a encontrar um emprego, depois de alguns dias o irmão Arnaldo me convidou a fazer o BAE (Busca Acelerada Pelo Emprego), pois nesta mesma semana, eles me ligaram com uma boa proposta de emprego e agora estou empregado e muito feliz.

 

Erisvaldo Souza Santos

 

___________________________________________

O CASP e o BAE são inspirados e dirigidos por Deus

“Hoje é o meu primeiro dia de trabalho depois de quase um ano e três meses desempregado. Nos últimos meses do ano de 2013 procurei meu Presidente de Estaca para saber o que deveria fazer quanto a mudar de estado e cidade devido à dificuldade de recolocação profissional e falta de moradia própria, ele me disse para ficar em São Paulo e permanecer no meu chamado de bispo. Ele me orientou a fazer o BAE (Busca Acelerada de Emprego).

Quando procurei saber como funciona o programa acima mencionado, fiquei sabendo que um dos requisitos para participar é fazer, antes, o CASP. Como já havia feito há alguns anos atrás, pensei que não seria necessário fazer novamente, mas fui informado que só seria válido o Curso de Autossuficiência Profissional se tivesse sido realizado há menos de três meses. Então, refiz o CASP entrei no BAE e aproveitei e fiz o CASP negócios próprios.

O mais interessante de tudo isso foi que não consegui ficar no BAE por muito tempo devido a algumas dificuldades que sugiram, mas durante o tempo que estive lá conheci pessoas que estavam em situações semelhantes. Nesse grupo desenvolvi um relacionamento de irmandade e apoio mútuo. Durante essa minha curta estadia recebi muito amor e carinho do casal missionário Élder e Sister Overson que constantemente mantinha contato para saber como eu estava e porque não aparecia lá com freqüência, informei-os de que estava me preparando para o concurso do Banco do Brasil. O tempo passou, fiz a prova e não voltei mais para o BAE, eles continuaram me cobrando. Mais eis que um milagre aconteceu, dentre as pessoas que conheci, uma delas, Alexandre Sanz, me indicou para uma vaga na empresa que ele tinha acabado ser contratado. Passou mais um pouco de tempo e fui chamado para participar do processo seletivo. Em resumo, fui contratado, estou trabalhando desde então.

Sei que a mão do Senhor esteve presente todo esse tempo, inspirando meu Presidente de Estaca, colocando pessoas especiais como o casal Overson, Sister Nagel, e toda estrutura do Centro de Autossuficiência para me ajudar a conquistar essa recolocação profissional e, claro, colocando o Alexandre Sanz em minha vida e me abençoar com esse emprego.

Peço desculpas por não colocar o nome de todas as pessoas que conheci no BAE, pois seria injusto com aqueles que, infelizmente, não lembro os nomes e sei que me ajudaram de alguma forma a atingir esse objetivo. Mas faço questão de ressaltar que sou grato também pela irmã que deu as lições do CASP para mim e outro aluno, ela se sacrificou passando por trânsito e tudo o mais para nos abençoar com sua experiência e bondade ao compartilhar de seu tempo e talento conosco. Perdoe-me irmã por não me lembrar do seu nome agora, mas o Senhor sabe.

Um grande abraço a todos. Acreditem nos programas da Igreja, são inspirados por Deus.”

Sinceramente,

 

Cleudson Santana Bessa

Ala Aracati

Estaca Guarapiranga

____________________________________________

 

Segue o relato do irmão Marcos Canova:

“Olá irmãos e irmãs que se encontram no Centro de Autossuficiência – CA

Meu nome é Marco Antonio Canova, sou da Ala Cotia 2, Estaca Cotia e sou Engenheiro Eletricista.

Sou muito grato por todo o auxílio que tive aqui, sei que este é um programa inspirado por Deus. Aqui eu pude aprender e crescer muito, além de ter várias experiências edificantes.

Cheguei aqui no CA através de um bispo amoroso que me deu todo o apoio necessário para poder buscar meus objetivos, pois me encontrava muito desanimado e não tinha vontade de lutar por eles.

Ele me trouxe aqui no começo de outubro de 2013 e falou que me daria todo o suporte necessário para vencer esta guerra que é o desemprego, pois eu não tinha nem dinheiro para vir até aqui, por isso eu relutava muito, mas ele me deu todo o apoio financeiro para esta empreitada. Sou grato ao irmão Bassi, irmão Moacir e a Sister Nagel pelas conversas e pelo apoio dado no começo de todo o processo. Comecei nas aulas do CASP e foi nelas que comecei a readquirir a confiança perdida, a Sister Nagel passava muita energia e ânimo nos treinamentos, não posso esquecer nos amigos que fazemos no CASP onde trocamos experiências profissionais e de vida onde as mesmas nos auxiliam a superar os obstáculos.

Depois do CASP eu comecei o BAE e foram aí que as coisas mudaram, comecei a perceber que o Senhor se importava comigo e colocou pessoas maravilhosas para nos apoiar e ensinar, Elder e Sister Overson, sou muito grato a eles pelo carinho e paciência com que nos tratam, foi muito gratificante o convívio que tive com eles, assim como a Sister Nagel, o irmão Bassi e o irmão Moacir.Marco Antonio Canova2

Mas posso dizer que em certos momentos não foi fácil vir aqui todos os dias e cumprir com todas as metas estabelecidas pelo programa e treinar as técnicas e aplica-las, pois o inimigo trabalha forte e quer nos ver derrotados, por isso a ajuda e o apoio de todos os que participam do BAE é muito valiosa para nós.

Sou grato pelos amigos que fiz no BAE, pois com eles trocamos experiências e apoiamos uns aos outros, tudo isto sendo coordenado pelo casal Overson. Em relação aos amigos feitos no BAE tenho uma grande gratidão com os irmãos Rodrigo Winckler, Juarez, José Paulista e Djalmir que me ajudaram muito com conselhos e trocas de experiências.

Minha recolocação pode ser considerada um milagre, pois eu fui numa entrevista e na saída dela eu passei em frente a uma obra e vi o nome da empresa que vou trabalhar agora na placa da obra. Peguei o nome e telefone dela e no outro dia no CA liguei para a empresa e peguei o e-mail da pessoa responsável por contratações na empresa e enviei meu CV. Ligaram no mesmo dia e foi marcada a entrevista. Usei todas as técnicas treinadas no BAE durante a entrevista e me pediram para aguardar um retorno.

Minha esposa se encontra doente e terá que ser afastada pelo INSS e por causa disto ela ficará pelo menos 2 meses sem receber. Fiquei desesperado com isto e orei fervorosamente ao Senhor para que me ajudasse isto foi no dia 18/02 e no dia 20/02 obtive a resposta positiva e inicio no dia 24/02. Irmãos e irmãs, fiquei exatamente 1 ano e 3 meses sem um trabalho formal e fique vindo no CA todos os dias, fazendo primeiro o CASP e depois o BAE durante quase 5 meses, não desanimei e fui grandemente abençoado. Irei trabalhar numa empresa de Engenharia como queria e tendo um salário dentro da realidade da minha profissão.

Sei e tenho a plena certeza de que se vocês tiverem o desejo e a vontade de mudar as suas vidas, todos irão conseguir.

Desejo sucesso a todos.

Irmão Marco Antonio Canova”

 

___________________________________________

EXPERIÊNCIA DE UM EPSECIALISTA DE ESTACA:

” Boa tarde pessoal !!! Tudo bem?

 Tenho experiências edificantes com o Programa de Bem-Estar da Igreja desde que me tornei membro.

Quando jovem, fiz meu primeiro teste vocacional no Caxingui – SP, depois da Missão ‘visitei’ varias vezes o SRE da Paulista para procurar emprego e consegui emprego através do SRE.

Fiz alguns cursos no SRE que me ajudaram em meu crescimento intelectual, sou muito grato por isto.

Na época do lançamento do novo site da época, ldsjobs.org, tive contato com um dos gerentes do SRE e sua empolgação com o lançamento foi contagiante.

Também descobri o programa IRMÃOS QUE DIVULGAM no qual o escritório envia as vagas para os membros divulgarem em suas unidades.

Com este programa, tivemos uma experiência sagrada em minha antiga ala aonde o Bispo visitou uma família inativa, dai o Bispo descobriu que um dos filhos estavam desempregados, então ele me pediu para enviar os e-mails das vagas para o pai da família.

O email foi enviado, o filho logo conseguiu um emprego e aos poucos TODA A FAMILIA VOLTOU PARA A IGREJA, 2 filhos já foram e voltaram da Missão, os pais e o filho mais novo também estão firmes no Evangelho de Jesus Cristo.

Há um ano comecei a servir como membro do Sumo Conselho da Estaca e para minha grata surpresa, há menos de um mês fui chamado Especialista de Bem-Estar da Estaca Chapecó.

Estou tão feliz e animado.
Também iniciou-se o CA CHAPECÓ da Estaca, estamos todos muito animados por isto !!!

Estou enviado este enorme email para vocês apenas para compartilhar este meu sentimento de alegria por servir no Bem-Estar da Igreja e no C.A.

Agradeço por vocês me ajudarem e me inspirarem neste chamado !!!

Quem puder me mandar dicas do que eu posso postar na futura pagina do facebook de nosso CA eu agradeço imensamente.

Que o Pai Celestial os abençoem ainda mais em seus lares, suas famílias, seus chamados, seus empregos e em seus serviços nos CENTRO DE AUTOSSUFICIENCIA.

abraços

seu amigo e irmão. ”

Eduardo Seganti

ESPECIALISTA DE BEM-ESTAR DA ESTACA CHAPECÓ

_________________________________________________

Minha História de Sucesso

_________________________________________________________HISTÓRIA DE SUCESSO-Larissa

______________________________________________

“Mosias 4:16-26 estas escrituras fazem-me refletir o que posso fazer em benefício dos necessitados, e sempre relembrando os atributos dos nosso salvador até  mesmo antes de conhecer a igreja, eu já ajudava os desfavorecidos. E no chamado do bem estar ampliei meu conhecimento e ganhei mais visão. O tempo passou e hoje chegando o final do ano fiz uma avaliação e me perguntei o que fiz de bom a alguém e vi que consegui salvar vidas de quem não conheço, cobri alguém em leitos de hospital, e idosos a dormir em camas mais confortáveis, crianças especiais a tem um lugar melhor para se alimentar e neste final de ano cadeirantes mudaram suas vidas sou grata ao pai celestial e ao nosso salvador por me ajudar meus irmãos e irmãs a sentirem-se filhos de Deus com eu sou. Em momentos difíceis secar as lágrimas de outras pessoas desconhecidas. Sei que tudo isso é muito pouco que fiz. Sei que o nosso pais vai continuar me ajudando a ajudar muito mais. Sou grata pelo senhor me conceder a chance de estar viva, com muita fé , amor no coração desejo e forças nas mãos para que esteja sempre estendida para ajudar alguém. Sou feliz por pertencer a igreja junto com minha amada família.”

IRMÃ MARIA ( ELZA )SILVEIRA COSTA

Picture1

Carlos Costa(esposo de colete),Maria Silveira-Elza, Agido Silveira (meu pai),Renaildo  Silveira (meu irmão)

_____________________________________________

HISTÓRIA DE SUCESSO

http://globotv.globo.com/tv-gazeta-es/estv-1a-edicao/v/quadro-minha-vida-daria-um-filme-do-estv-tem-historia-emocionante/2779450/

__________________________________________

HISTÓRIA DE SUCESSO – Busca Acelerada de Emprego

HS Ana Paula

__________________________________________________

HISTÓRIA DE SUCESSO – FPE

HS Shirley Brito

_______________________________________________________________________________ 

Irmão Alexandre da Silva

Ala Pantanal – Estaca Fortaleza Sul

Aos 35 anos de idade sob a orientação de líderes e do Centro de Autossuficiência de Fortaleza, o I. Alexandre na época após ter servido como Bispo por seis anos e de ter aprendido na empresa TBM a função de mecânico sentiu que deveria dar um passo mais além, e assim visitou o CA e recebeu as informações para vir a ser um aluno do SENAI.

asasas Após dois anos de estudos no SENAI o irmão se formou em técnico em Mecatrônica. Hoje ele trabalha na empresa Tintas Hidracor, pertencente a um dos maiores grupos econômicos da região cearense. Sua desenvoltura nesta empresa levou a mesma a oferecer ao irmão uma bolsa de 50% para que ele pudesse continuar seu processo de crescimento educacional. Aliado a isso ele também conseguiu o FIES dando a ele mais 50% para sua formação. Em seu depoimento o irmão também devolveu tudo oque recebeu do fundo perpétuo de Educação e se encontra muito feliz por ter recebido este incentivo inicial a igreja do Salvador. O irmão destaca que se não fosse pelo FPE ele com filhos pequenos a esposa muito doente na época e toda a família para cuidar e dar sustento não seria possível ter feito o técnico.

No momento o I.Alexandre faz o curso de Engenharia de Mecatrônica na melhor e mais conceituada Universidade do Nordeste a UNIFOR. Atualmente I.Alexandre esta no quinto semestre do seu curso apesar de não ter feito todas as cadeiras de cada semestre em função de seu trabalho, mas ele diz que não vai desistir apesar de ser um campo dificil e que exigi por parte do aluno muita dedicação. Palavras do I.Alexandre “ Se alguém quer ser alguém na vida primeiro tem de estar ao lado do Senhor, segundo não ter medo de desáfios e a escritura na qual nortea minhas decisões é 1 Nefi 3:7 – O Senhor sempre vai preparar o caminho e D&C 82:10 na qual o Senhor destaca que Eu o Senhor estou obrigado quando fazeis oque eu digo.  Ou seja tem de ter fé e fazer os sonhos se transformar em realidade.”

__________________________________________________________

MINHA HISTÓRIA DE SUCESSO

________________________________________________________

Uma História de Sucesso

Picture1“O SRE tem me acompanhado desde o ano de 2003 e sempre  que necessitei do auxílio  dos seus serviços obtive êxito, pois, recentemente fui demitido de uma empresa em que trabalhei por aproximadamente sete anos. Já formado, terminando o mestrado me vi novamente na situação incômoda do  desemprego.

Procurei  o SRE novamnte, fui  muito bem recebido, orientado e estimulado a melhorar  a formatação do meu curriculum vitae, para o formato triângulo de ouro, utilizei a consultoria qualificada que  atende a todos que necessitam recolocar-se no mercado de trabalho. Fui  incentivado a encaminhar currículos via internet, participar da Feira SUD a trabalhar como voluntário, a participar novamente do CASP (Curso de Autossuficiência Profissional), enfim,  a utilizar todos  os recursos que o SRE Porto Alegre dispõe.

Orei, jejuei  e procurei agir conforme as orientações  que recebi  na sede do SRE Porto Alegre, utilizei na entrevista as técnicas que havia aprendido no CASP, até que na data de 19/02/2013 fui  chamado para uma nova  vaga de trabalho, que melhorará  a condição de vida de minha família, tanto espiritualmente como materialmente, fui chamado para trabalhar como Coordenador do Alojamento do Templo de Porto Alegre/ RS.”

Luciano Marques da Rosa.

Ala Nova Restinga – Estaca Porto Alegre Sul

__________________________________________________________

Uma História de Sucesso

“Ao retornar da missão sem dinheiro e sem emprego, eu tinha a esperança que cursando uma faculdade eu conseguiria mudar essa situação e atingir meus objetivos.

Decidi então fazer uso do FPE. Quando estava preenchendo a documentação do empréstimo, eu inclui como  meta se tornar coordenador de uma certa área, coisa que a 7 anos era uma meta praticamente  impossível de ser alcançada para quem era digitador.

Dois anos após a conclusão do curso universitário, eu consegui atingir a meta inicial e fui promovido a Coordenador, com a ajuda do Senhor e muito trabalho, eu realizei o meu sonho.

Nada disso seria possível sem a ajuda do FPE, agradeço a todos que trabalham para que o FPE continue ajudando outros jovens de nossa religião.

Continuo pagando mensalmente minhas parcelas, pois sei que assim como fui ajudado e atingi meu objetivo, esse programa pode ajudar muitos outros irmãos.

Cordialmente,

Eduardo Marques Macedo Ferreira

Membro Ala Guarapiranga – Estaca Guarapiranga ”

_____________________________________________________________________

Slide1Slide2

__________________________________________________________________

Meu Testemunho do Projeto Cadeiras de Rodas

 Caros Irmãos,

No dia 9 de fevereiro de 2013, às 10:00, eu, Síster Monaro e Síster Ramires viajamos para o município de Urucurituba – Amazonas. Durante a viagem, conheci o Sr. Roni, representante do prefeito em Manaus, conversamos muito durante a viagem e consegui o número do celular do prefeito e de alguns secretários. Depois que falei com o Presidente Klein, liguei para o prefeito Pedro Amorim e o  mesmo marcou uma reunião na prefeitura para que eu pudesse lhes apresentar o Departamento de Bem-Estar da Igreja. Ambos ficaram encantados e surpresos por nós não estarmos pedindo nada e sim, ofertando. Apresentei o projeto cadeira de roda, iniciativa local, como: Água Potável(ficaram boquiabertos) devido a enorme necessidade que o município tem de localidades com média de 50 famílias que não tem água potável.

Estavam presentes:

Sr. Pedro Amorim – Prefeito do município de Urucurituba

Sr. Dauclis Figueiredo – Secretário de Finanças

Sr. Osmar Prado – Secretário de Educação

Sr. Marlon – Secretário de Administração

Sta. Ana Paula – Secretária do Prefeito

Sr. Vanderlei Cardoso – Presidente da ADEFIUBA – Associação dos Deficientes Físicos de Urucurituba.

Sra. Kenny Marinho Isper Guedes da silva – Especialista de Bem-Estar e Diretora de Assuntos Públicos do Distrito Itacoatiara-Brasil.

Desde a entrega das cadeiras de rodas ao município em outubro do ano passado, os missionários de tempo integral estão fazendo proselitismo e hoje temos  128 membros no município. A glória e a honra é do Senhor, mas como uma filha e serva de Deus me sinto muito feliz por ver as promessas de minha bênção patriarcal serem cumpridas. Amo este Evangelho, amo a Obra Missionária, através desta obra hoje estou e sou VIVA.

Imensamente grata pela parceria, um abraço,

Kenny Marinho Isper Guedes da silva

Especialista de bem-Estar e Diretora de Assuntos Públicos do Distrito Itacoatiara Brasil

___________________________________________________________________________________

_______________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________

______________________________________________________________________________________________

HORTA EM CASA – PEQUENOS ESPAÇOS 

Realizamos recentemente em nossa estaca, uma excelente atividade em uma das áreas do Bem-Estar: Armazenamento.

Aprendemos como fazer horta em casa em pequenos espaços e como cultivar brotos, que tem alto teor de proteína, vitaminas e minerais. Tivemos também apresentação de produtos e utensílios para armazenamento.

A ala Morumbi está de parabéns com tanta dedicação e empenho que tiveram nesta atividade, agradecemos em especial ao irmão Nelson Kawakami, especialista de Bem-Estar da ala Morumbi, pela excelente organização.  Nossos instrutores, nem se fala, ensinaram com muito amor e dedicação!!!

Enviado por Kátia Ribeiro – Especialista de Bem-Estar  – Estaca São Paulo Brasil

_______________________________________________________________________________

GRATIDÃO AOS SERVIÇOS DE RECURSOS DE EMPREGO – SRE

Recebi um e-mail do SRE há mais ou menos dois meses com uma vaga para Eletrotécnico na empresa Multinacional Brasil Foods e resolvi enviar meu currículo. Fui selecionado e fiz uma entrevista em Porto Alegre recentemente e na última sexta feira recebi uma ligação em que fui comunicado de minha aprovação para trabalhar na empresa.  Estamos muito contentes porque, além de tantos benefícios e possibilidades de crescimento que só uma multinacional oferece, meu salário aumentará em 250% do que ganho hoje.Dentro de um mês nos mudaremos para o Mato Grosso onde trabalharei mas estamos animados e ansiosos.

Gostaria de que todos os membros da Igreja soubessem de que o Senhor está disposto a nos abençoar se fizermos nossa parte simplesmente. As vezes pensamos que nosso pouco estudo por falta de oportunidade nunca vai permitir que cresçamos e isso não é verdade, pois, as oportunidades aparecem se as buscarmos. Sou um exemplo disso. Agora poderei cursar minha faculdade e melhorar a situação da minha família assim como ajudar mais no crescimento do Reino do Senhor.

Grato por tudo o SRE faz por nós. Obrigado por seu trabalho e empenho.

Pedro e Ana Veleda – Porto Alegre – RS

____________________________________________________________________

____________________________________________________________________

Minha História de Sucesso

 Lembro-me de minha mãe cantar a canção de Geraldo Azevedo onde diz “Quando fevereiro chegar Saudade já não mata a gente”, era uma alusão ao mês em que eu chegaria da missão. Após tão honroso trabalho e com a fé no Salvador acrescida, o intenso compromisso de selar-me a uma filha do Pai Celeste era impávido. Um clássico dos contos de fadas retrata uma princesa que beija um sapo e que ele se transforma em um príncipe; encontrei na Valdete a atitude de olhar além do que está diante dos olhos (I Samuel 16:7), um coração puro e determinado a tornar uma fábula em realidade! Ela é a “mulher virtuosa” (Provérbios 31:10), e eu a encontrara.

Selamos no Templo de São Paulo em 19 de julho de 1994, passei então a trabalhar de zelador e de imediato um bom amigo e líder convidou-me a torna-me cabeleireiro, trabalhando com ele. Os primeiros anos de casados reservaram a consolidação de termos os quatro filhos que almejávamos. Na Conferência Geral de abril de 2001 a voz do Pres. Gordon B. Hinckey ecoou o mundo ao ensinar: “O estudo é a chave da oportunidade” (A Liahona, julho de 2001, p.67). Exortado pelo Profeta, encorajado por meus líderes locais e com um apoio incondicional de minha esposa prestei vestibular, mesmo estando há 10 anos desde a conclusão do ensino médio, e com a intervenção dos céus, ingressei no curso de zootecnia da Universidade Vale do Acaraú – UVA, no mesmo ano.

Em 2005 matriculei-me no CASP, era um momento desafiador, havia abandonado a faculdade em nome de priorizar o trabalho para prover o essencial à família. Foi um curso condensado em quatro noites, dado o instrutor ter se deslocado de Fortaleza e adequar-se aos horários que atenderiam maior número de participantes. Dentre os temas abordados, fiquei impressionado com o “comercial de 30 segundos” e treinamento quanto à preparação para entrevista de emprego, e foi nesse ponto em particular que fiquei incomodado quando questionado sobre “o que”, “como” e “onde” se via em 1, 5 e 10 anos. Dei-me conta que planejara ir para a missão, casar-se no Templo, bem como os nomes dos quatro filhos já estavam escolhidos dois meses antes do casamento, mas não planejara quanto ao trabalho e estudo. De novo com o apoio da família, amigos e líderes, prontifiquei-me a procurar a UVA a fim de retomar a faculdade.

Nunca havia assistido uma cerimônia de formatura e para a minha convidava a todos, em especial os jovens, queria possibilitá-los se verem assim e em menos tempo que eu. A outorga de grau fora marcada para a data que marcava os 40 anos da fundação da UVA (outubro de 2008), e para aquela noite preparei um discurso sob o título “Gratidão”, pois tive a honra de ser o orador a representar o corpo discente da instituição. Com a meta de qualificar-me para o magistério em nível superior, fiz a inscrição para a seleção de mestrado. Estudava diariamente os temas previstos no edital, orava e jejuara individual e em família com este propósito, quando fora divulgado o resultado eram sete os aprovados, estava em quinto lugar, porém só eram disponíveis três vagas. A coordenação do curso informara-me que os alunos aptos ao curso tinham uma semana para confirmarem o interesse pelo mesmo. Eu sentira que ingressaria no mestrado e as circunstâncias não mostravam isso, entretanto continuamos a orar e jejuar. Foi então passado o prazo e fui notificado que o primeiro colocado era natural do Sergipe e optara por fazer o mestrado na Bahia onde também obtivera aprovação. Logo o quarto colocado (1º dos classificáveis) assumiria a vaga, no entanto ele também fora aprovado em sua terra natal, Fortaleza, e lá ficaria. Nossas orações foram ouvidas e atendidas, sendo mais significativa por proporcionar a alegria a dois outros, que nem os conheci, mas que também foram abençoados, pois estariam mais próximos de seus entes queridos. Fatos estes até então sem precedentes na instituição. Senti cumprir-se a escritura, quando diz que “os últimos serão os primeiros” (1 Néfi 13:42), e em março de 2009 dei início ao curso.

Fui informado pelo líder de grupo de sumo-sacerdotes da ala (fevereiro de 2011) que uma faculdade particular local que oferece o curso de medicina veterinária abriu processo seletivo para professor. Na entrevista fui questionado sobre o que me aconteceu de marcante no ano de 2020. Ponderei um pouco no momento, pois se referia a analisar um fato a ocorrer no futuro do prisma como já vivenciado. Para tal me senti inspirado a responder que concluíra o pós-doutorado em zootecnia e voltara a lecionar na referida instituição. Desde então, tornara-se minha meta. Logo iniciei minha primeira experiência como docente no âmbito acadêmico.

Defendi a dissertação de mestrado em 02 de maio de 2011, e no dia seguinte passei a meditar e orar ao Senhor sobre como fazer para ingressar no doutorado. Uma vez que não há em minha cidade, passei a analisar os locais disponíveis. Dia a dia trabalhei um pouco neste sentido, e após enviar e-mail a um pesquisador e professor da Universidade Federal do Ceará – UFC, em Fortaleza, este se mostrou favorável a ser meu orientador, caso eu fosse aprovado para o programa. Dele recebi amplo material para estudo que, quando parcialmente impresso, o volume equivalia a uma resma. Estabeleci um cronograma de horários, de forma a prover tempo para aprontar as aulas a serem ministradas na faculdade e de estudo em preparação para a seleção ao programa de doutorado que ocorreria em novembro. Dias antes do Natal de 2011 saiu o resultado de minha aprovação em segundo lugar. Meu segundo filho questionou-me sobre qual foi minha primeira ação ao tomar conhecimento do resultado, respondi-lhe que a primeira foi a de ajoelhar-se e agradecer a um Pai Eterno suas ternas misericórdias ao longo desta jornada terrena, e em seguida ligar para a mãe dele, que é de longe a maior e mais significativa das bênçãos que já recebi para a eternidade.

Assim como Amon, sou levado a glorificar o meu Deus, pois verdadeiramente “Não me vanglorio de minha própria força nem de minha própria sabedoria; (…), sim, meu coração transborda de alegria e regozijar-me-ei em meu Deus. Sim, sei que nada sou; quanto a minha força, sou débil; portanto não me vangloriarei de mim mesmo, mas gloriar-me-ei em meu Deus, porque com sua força posso fazer todas as coisas; sim, eis que fizemos muitos milagres nesta terra, pelo que louvaremos o seu nome para sempre” (Alma 26:11-12). O Senhor tem feito em mim e para mim o que indiscutivelmente eu não faria por se mesmo.

Na humilde condição de uma das “coisas fracas do mundo” (D&C 1:19, 35:13, 133:58-59) espero manter-me apto a continuar a servir ao Senhor no que Ele precise que seja feito. Nas palavras exemplares do Pres. Thomas S. Monson: “Pude continuar meus estudos. Tive o privilégio de servir em muitos cargos na Igreja. Quem sabe como o curso de minha vida teria mudado se eu não tivesse com toda fé pedido a ajuda do Pai Celestial para receber orientação e direção no que parecia ser uma decisão de pouca importância!” (“Pathways to Perfection: Discourses of Thomas S. Monson”, 1973, pp. 63–65).

FRANCISCO FLÁVIO DIAS CARNEIRO – Ala Sobral 1 – Estaca Sobral Brasil.

 ___________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________

Workshop de Profissões – A Importância dos Cursos Técnicos

blog oficial do evento: http://programadebemestar.blogspot.com.br/

Seguindo as diretrizes sugeridas no Plano Anual de Bem-Estar para 2012, cada unidade da Estaca São Paulo Brasil vai organizar um evento envolvendo as 6 áreas do Bem-Estar (Educação, Saúde, Armazenamento, Finanças, Educação e Vigor Espiritual). Nossa primeira atividade foi na área da Educação que ocorreu no dia 10 de Março organizado pela Ala São Paulo V.

Tivemos um Workshop de Profissões  tendo como foco mostrar “A Importância dos Cursos Técnicos”  para jovens e adultos, suas vantagens e desafios e destacar o seu retorno  financeiro. Hoje um profissional com curso técnico está muito disputado no mercado pela escassez de pessoas preparadas. O intuito desta atividade foi informar que a demanda por profissionais de nível técnico está em alta no mercado. Muitas empresas e indústrias, estão se interessando por esse tipo de profissional. Existem muitas instituições de educação que estão conveniadas com empresas, ou seja, a chance de emprego é muito alta.

Para tal contamos com a participação em massa do SENAI com palestras e todo maquinário necessário para expôr os cursos oferecidos pela instituição. Participaram também desta atividade outras organizações como: o CIEE que é o Centro de Integração Empresa-Escola, que tem como objetivo principal apoiar a formação profissional de estudantes com um programa de estágios e iniciação ao trabalho; a FAAP; o FPE; o SRE_São Paulo; a WM2Info Engenharia de Software, foi gratificante.

Gostariamos de parabenizar os esforços do irmão Edmilson Torres (Especialista de Bem-Estar da ala São Paulo V) e todos os que colaboraram com a excelente atividade. Sem dúvida fomos  enriquecidos com o que vimos e aprendemos neste dia sobre a importância dos cursos técnicos.

Enviado por Kátia Ribeiro – Especialista de Bem-Estar da Estaca São Paulo

____________________________________________________________

História de Sucesso Profissional sobre as bençãos do trabalho voluntário

Tive o privilégio de fazer parte da equipe de voluntários do SRE por duas vezes. E em ambas as ocasiões fui abençoada com oportunidades de empregos. Atualmente estou trabalhando no Departamento Comercial do Consulado Americano, onde soube da vaga através do site ldsjobs.org.
Procurava empregos enquanto fazia o serviço voluntário. Após minha busca (utilizando os métodos que aprendi no CASP), me candidatei à vaga de uma empresa de RH (que estava trabalhando a vaga para o Consulado) e fui fazer a entrevista. Hoje estou muito feliz em meu trabalho e sou muito grata às oportunidades que o SRE me proporcionou.
Sei que este recurso da Igreja, desde que utilizado da melhor maneira, pode abençoar muitas vidas. Aproveitem-no ao máximo!

Atenciosamente, Marina Santos (Estaca SP Oeste).

______________________________________________________________________

Minha História de Sucesso

Lembro-me de minha mãe cantar a canção de Geraldo Azevedo onde diz “Quando fevereiro chegar Saudade já não mata a gente”, era uma alusão ao mês em que eu chegaria da missão. Após tão honroso trabalho e com a fé no Salvador acrescida, o intenso compromisso de selar-me a uma filha do Pai Celeste era impávido. Um clássico dos contos de fadas retrata uma princesa que beija um sapo e que ele se transforma em um príncipe; encontrei na Valdete a atitude de olhar além do que está diante dos olhos (I Samuel 16:7), um coração puro e determinado a tornar uma fábula em realidade! Ela é a “mulher virtuosa” (Provérbios 31:10), e eu a encontrara.

Selamos no Templo de São Paulo em 19 de julho de 1994, passei então a trabalhar de zelador e de imediato um bom amigo e líder convidou-me a torna-me cabeleireiro, trabalhando com ele. Os primeiros anos de casados reservaram a consolidação de termos os quatro filhos que almejávamos. Na Conferência Geral de abril de 2001 a voz do Pres. Gordon B. Hinckey ecoou o mundo ao ensinar: “O estudo é a chave da oportunidade” (A Liahona, julho de 2001, p.67). Exortado pelo Profeta, encorajado por meus líderes locais e com um apoio incondicional de minha esposa prestei vestibular, mesmo estando há 10 anos desde a conclusão do ensino médio, e com a intervenção dos céus, ingressei no curso de zootecnia da Universidade Vale do Acaraú – UVA, no mesmo ano.

Em 2005 matriculei-me no CASP, era um momento desafiador, havia abandonado a faculdade em nome de priorizar o trabalho para prover o essencial à família. Foi um curso condensado em quatro noites, dado o instrutor ter se deslocado de Fortaleza e adequar-se aos horários que atenderiam maior número de participantes. Dentre os temas abordados, fiquei impressionado com o “comercial de 30 segundos” e treinamento quanto à preparação para entrevista de emprego, e foi nesse ponto em particular que fiquei incomodado quando questionado sobre “o que”, “como” e “onde” se via em 1, 5 e 10 anos. Dei-me conta que planejara ir para a missão, casar-se no Templo, bem como os nomes dos quatro filhos já estavam escolhidos dois meses antes do casamento, mas não planejara quanto ao trabalho e estudo. De novo com o apoio da família, amigos e líderes, prontifiquei-me a procurar a UVA a fim de retomar a faculdade.

Nunca havia assistido uma cerimônia de formatura e para a minha convidava a todos, em especial os jovens, queria possibilitá-los se verem assim e em menos tempo que eu. A outorga de grau fora marcada para a data que marcava os 40 anos da fundação da UVA (outubro de 2008), e para aquela noite preparei um discurso sob o título “Gratidão”, pois tive a honra de ser o orador a representar o corpo discente da instituição. Com a meta de qualificar-me para o magistério em nível superior, fiz a inscrição para a seleção de mestrado. Estudava diariamente os temas previstos no edital, orava e jejuara individual e em família com este propósito, quando fora divulgado o resultado eram sete os aprovados, estava em quinto lugar, porém só eram disponíveis três vagas. A coordenação do curso informara-me que os alunos aptos ao curso tinham uma semana para confirmarem o interesse pelo mesmo. Eu sentira que ingressaria no mestrado e as circunstâncias não mostravam isso, entretanto continuamos a orar e jejuar. Foi então passado o prazo e fui notificado que o primeiro colocado era natural do Sergipe e optara por fazer o mestrado na Bahia onde também obtivera aprovação. Logo o quarto colocado (1º dos classificáveis) assumiria a vaga, no entanto ele também fora aprovado em sua terra natal, Fortaleza, e lá ficaria. Nossas orações foram ouvidas e atendidas, sendo mais significativa por proporcionar a alegria a dois outros, que nem os conheci, mas que também foram abençoados, pois estariam mais próximos de seus entes queridos. Fatos estes até então sem precedentes na instituição. Senti cumprir-se a escritura, quando diz que “os últimos serão os primeiros” (1 Néfi 13:42), e em março de 2009 dei início ao curso.

Fui informado pelo líder de grupo de sumo-sacerdotes da ala (fevereiro de 2011) que uma faculdade particular local que oferece o curso de medicina veterinária abriu processo seletivo para professor. Na entrevista fui questionado sobre o que me aconteceu de marcante no ano de 2020. Ponderei um pouco no momento, pois se referia a analisar um fato a ocorrer no futuro do prisma como já vivenciado. Para tal me senti inspirado a responder que concluíra o pós-doutorado em zootecnia e voltara a lecionar na referida instituição. Desde então, tornara-se minha meta. Logo iniciei minha primeira experiência como docente no âmbito acadêmico.

Defendi a dissertação de mestrado em 02 de maio de 2011, e no dia seguinte passei a meditar e orar ao Senhor sobre como fazer para ingressar no doutorado. Uma vez que não há em minha cidade, passei a analisar os locais disponíveis. Dia a dia trabalhei um pouco neste sentido, e após enviar e-mail a um pesquisador e professor da Universidade Federal do Ceará – UFC, em Fortaleza, este se mostrou favorável a ser meu orientador, caso eu fosse aprovado para o programa. Dele recebi amplo material para estudo que, quando parcialmente impresso, o volume equivalia a uma resma. Estabeleci um cronograma de horários, de forma a prover tempo para aprontar as aulas a serem ministradas na faculdade e de estudo em preparação para a seleção ao programa de doutorado que ocorreria em novembro. Dias antes do Natal de 2011 saiu o resultado de minha aprovação em segundo lugar. Meu segundo filho questionou-me sobre qual foi minha primeira ação ao tomar conhecimento do resultado, respondi-lhe que a primeira foi a de ajoelhar-se e agradecer a um Pai Eterno suas ternas misericórdias ao longo desta jornada terrena, e em seguida ligar para a mãe dele, que é de longe a maior e mais significativa das bênçãos que já recebi para a eternidade.

Assim como Amon, sou levado a glorificar o meu Deus, pois verdadeiramente “Não me vanglorio de minha própria força nem de minha própria sabedoria; (…), sim, meu coração transborda de alegria e regozijar-me-ei em meu Deus. Sim, sei que nada sou; quanto a minha força, sou débil; portanto não me vangloriarei de mim mesmo, mas gloriar-me-ei em meu Deus, porque com sua força posso fazer todas as coisas; sim, eis que fizemos muitos milagres nesta terra, pelo que louvaremos o seu nome para sempre” (Alma 26:11-12). O Senhor tem feito em mim e para mim o que indiscutivelmente eu não faria por se mesmo.

Na humilde condição de uma das “coisas fracas do mundo” (D&C 1:19, 35:13, 133:58-59) espero manter-me apto a continuar a servir ao Senhor no que Ele precise que seja feito. Nas palavras exemplares do Pres. Thomas S. Monson: “Pude continuar meus estudos. Tive o privilégio de servir em muitos cargos na Igreja. Quem sabe como o curso de minha vida teria mudado se eu não tivesse com toda fé pedido a ajuda do Pai Celestial para receber orientação e direção no que parecia ser uma decisão de pouca importância!” (“Pathways to Perfection: Discourses of Thomas S. Monson”, 1973, pp. 63–65).

FRANCISCO FLÁVIO DIAS CARNEIRO

Ala Sobral 1 – Estaca Sobral Brasil.

__________________________________________________________________________

Testemunho maravilhoso de uma missionário de serviço do SRE e também especialista de bem-estar de estaca

Gostaria de expressar toda minha gratidão pela nova ferramenta de treinamento para especialista, através do site de treinamento de Operações de Bem estar.

Ao estudar cada lição proposta, meu coração encheu-se de alegria ao sentir o Espírito do Senhor guiar-me em cada aprendizado. Pude identificar meus pontos fortes e com muita humildade aceitar os vários pontos em que preciso melhorar para ajudar os filhos do Pai Celestial.

Lagrimas de gratidão e amor foram minhas companheiras ao receber a forte influência do Espírito de Deus a testificar cada ensinamento. Sou grata ao Pai Celeste por termos um Profeta Vivo, por termos homens inspirados que nos amam e se preocupam com nosso bem estar espiritual e temporal.

Sou grata por todo legado de nosso amado profeta Joseph Smith, por toda liderança de bem-estar, ao nosso Gerente do SRE, pelo apoio, paciência, amor e ensinamentos ofertados a mim e o meu amado esposo neste maravilhoso chamado. Aos nossos líderes locais por todo apoio e confiança. Grata por ser uma serva do senhor, que a cada dia aprende que, mais vale dar do que receber. Todavia tenho recebido muito mais do que sou merecedora. Obrigada Pai Celeste por toda equipe do Bem Estar.

Aline Volkof

Missionária do CRE – Campo Grande-MS

Especialista de Bem Estar Estaca Campo Grande

______________________________________________________________________

Uma História de Superação e Sucesso

Irmão Luiz é certamente mais um daqueles que não desistem fácil e a gratidão é uma de suas virtudes. Ele pertence a Ala de Limoeiro – Estaca São Miguel Paulista na zona leste de São Paulo. Arranjou um tempo e voltou a SRE Leste agradecer pela “BÊNÇÃO” que o SRE lhe ajudou a alcançar.

Ele estava há muito tempo desempregado, fez muitas entrevistas e… nada! No dia 20/07/11 ele esteve no SRE, contudo, muito triste por toda a situação de dificuldade em relação a uma recolocação no mercado. Pela primeira vez ficou um pouco  desanimado, e  só queria conversar, desabafar. Depois de ouví-lo bastante a irmã Sueli Brito, voluntária  do SRE tentou motivá-lo,  convidando-o para uma oração. Fizeram uma oração juntos e a irmã pediu-lhe que ao chegar em casa, orasse novamente com muita fé.

Ele disse que fez exatamente isso! No dia seguinte ele estava na porta de uma padaria para tomar um chocolate, bastante triste, quando o seu telefone tocou…era uma nova entrevista! Ele realizou a  entrevista naquele mesmo dia e já no dia seguinte estava trabalhando, perto de casa, não precisa tomar condução e fazendo o que gosta (motorista), registrado, salário razoável e muita alegria.

Ele disse que não poderia deixar de voltar ao SRE para  agradecer por aquela oração. Ele tocou o sino com gosto!

Enviado por: Arnaldo P. Ferreira  – SRE São Paulo

______________________________________________________________________

Renata Teles de Andrade Corrêa – Especialista Bem-Estar Etaca Guarujá

Quando fiz o Curso CASP em nossa Ala, eu obtive um forte testemunho que eu deveria ficar em casa com meus futuros filhos deveria ingressar na carreira de docente, assim teria um tempo mais flexível.

O tempo passou, nasceu o Juan, e continuei trabalhando para ajudar no sustento do lar. Fomos muito abençoados durante o período em que meu esposo estava estagiando na Alfândega (obtive um significativo aumento de salário após retornar da licença maternidade).

Mas isto não era o que havíamos planejado. Então depois da obediência vêm as bênçãos. Em Janeiro deste ano fui chamada como Especialista de Bem-Estar da Ala, e o Senhor me inspirou com muitas idéias para ajudar nossos membros. Ministrei até um curso de orçamento Doméstico. Depois tivemos a iniciativa de enviar as vagas de emprego para os membros da ala, e amigos da Estaca.

Algumas pessoas foram abençoadas com as vagas. Neste clima de intensa procura conheci o site de vagas do SENAC, e sempre dava uma olhadinha nas novas oportunidades.

No mês passado meu esposo conseguiu um trabalho efetivo na empresa Deicmar S.A., sendo que o salário e os benefícios são bons para o início da carreira. Então decidimos que seria o momento de eu parar de trabalhar e cuidar melhor de nosso filho.Procurei meus patrões e comuniquei que estaria me desligando da empresa assim que eles tivessem alguém de confiança para ocupar o cargo. Como já temos uma relação de mais de 10 anos, conversamos muito sobre meus novos planos e como conhecem um pouco sobre os princípios familiares da Igreja, aceitaram e me apoiaram na decisão, porém, eu tinha em mente que não conseguiria ficar parada e gostaria de ajudar outras pessoas profissionalmente.

Então uma nova oportunidade na Igreja, no dia 12/06/11 fui apoiada como Especialista de Bem-Estar da Estaca. Foi uma semana seguida de bênçãos. Na segunda-feira seguinte recebi um email do SENAC dizendo que meu currículo havia sido aprovado para a 2º fase para Monitor de Educação Profissional. Foi uma resposta as nossas orações, tínhamos a certeza que a vaga era minha. Na dinâmica de grupo compartilhei minha experiência na Igreja em docência e no curso de orçamento, e meu desejo de ver as pessoas se tornarem autossuficientes. No dia seguinte fui chamada para a entrevista e na quinta-feira já tinha o registro em carteira.

Sei que é um início de uma grande oportunidade e farei o possível para ser o que o Pai Celestial acredita que eu tenha o potencial de me tornar. A experiência que adquiri na Igreja, foi o que garantiu a ela a vaga que tanto almejava.

Renata Teles de Andrade Corrêa – Especialista Bem-Estar Etaca Guarujá

______________________________________________________________________

Raquel Regina Ribeiro Sales Silva – Especialista de Bem-Estar Estaca Osasco


Servir na obra do Senhor como Especialista de Bem-Estar é algo maravilhoso que me satisfaz plenamente.Cada um de nós tem necessidades específicas e dons a serem desenvolvidos, perceber estas oportunidades e auxiliar pessoas no progresso pessoal faz-me sentir um pouco mais próxima do Salvador, pois percebo que quanto maior é o envolvimento, mais insignificantes são meus problemas e aflições. Na verdade sou a maior beneficiada nesse processo. Amo meu chamado e a cada trabalho realizado, sempre assessorada por uma equipe prestativa, sinto-me motivada a vencer o próximo desafio.

No decorrer destes quatro anos no chamado, desenvolvemos várias atividades visando sempre proporcionar autossuficiência para as pessoas e famílias participantes, membros e não membros.

Um dos maiores projetos na Estaca está relacionado ao curso de Inglês que iniciou em julho de 2006 com apenas 35 alunos, todos membros da Igreja na Estaca Osasco. Atualmente atendemos em média 350 alunos, sendo 90% não membros, temos 21 professores voluntários e aproximadamente 25 salas de aulas distribuidas em vários horários aos sábados e às terças-feiras.

Através desse projeto muitas pessoas entraram numa capela da Igreja pela primeira vez; uma professora e uma aluna foram batizadas em 2010, e muitos receberam os missionários em casa. As pessoas demonstraram apreço aos padrões de comportamento aceitáveis pela Igreja, participaram de atividades culturais, de conferências da estaca e auxiliaram na limpeza da capela. Famílias completas participaram das aulas e atividades. Em todas as oportunidades a Obra Missionária foi envolvida. Sem dúvida, muitas sementes foram plantadas em vários corações e mentes de uma extensa região geográfica, pois os alunos são oriundos de várias partes de São Paulo – Zona Norte, Sul, Leste e Oeste (exemplo: Taboão da Serra, Pirituba, São Mateus e Itapevi)

Feira de Educação, Empregos e Saúde em 2010 – Na sua quarta edição tivemos a parceria de agências de empregos da região, com vagas, treinamento e agendamento para entrevistas, onde alguns conseguiram o tão esperado emprego na mesma semana do evento, como é o caso de Flávia Govino (auxiliar de RH).

Na área da saúde tivemos a participação do Dr. Francisco Rodrigues Ferreira da Silva – membro da Estaca Barueri, e sua equipe, nos auxiliando no atendimento à pessoas que há muito tempo não tinham acesso à serviços médicos e laboratoriais.

Profissionais de RH esclareceram dúvidas e orientaram jovens sobre qual carreira seguir. Foram realizadas palestras educacionais focando o meio ambiente. Várias ONGs e importantes instituições de ensino na área farmacêutica de Osasco e região, participaram com stands, materiais, banda de música e monitores educacionais. Neste ponto o objetivo maior foi despertar nos jovens a percepção das diversas oportunidades de se projetar no mercado de trabalho, e fornecer material rico de orientação e análise para tomar decisões em relação à emprego. Ainda tivemos cortes de cabelo, limpeza de pele, massoterapia, etc.

Nosso Presidente da Estaca sempre nos apoiou e nos motivou a abrir as portas e convidar pessoas a conhecerem a Igreja através do Programa de Bem-Estar.

Desta forma vivenciamos o grande trabalho existente no Bem-Estar e a grandiosa satisfação em ver as pessoas com possibilidades de serem mais felizes.

Presto meu testemunho, sobre a veracidade e propósito do Programa de Bem-Estar da Igreja. Reconheço ser a maior beneficiária, pois o Senhor além de me abençoar estende as bênçãos à minha família e aos meus amigos.

Raquel Regina Ribeiro Sales Silva
Especialista de Bem-Estar Estaca Osasco
Desde 2006
Casada – 2 filhos adolescentes
Recem-conversa em 03/2003
39 anos
Formação: Administradora de Empresas

 

13 respostas para Histórias de Sucesso

  1. Lorival Aguirra disse:

    Magnífica ferramenta e espero contibuir também.

  2. Flair Terezinha Santos de Souza disse:

    Achei muito interessante este blog do bem-estar pois assim conseguimos uma melhor atualização em nossos chamados e ficamos sabendo o que está sendo feito em todo o Brasil e como podemos melhorar.

  3. Emília Merino disse:

    ADOREI o Blog BEM-ESTAR Brasil!
    Interessante e um ÓTIMO recurso para nós Especialistas
    É isso aí, FÉ em AÇÃO!
    GRATA e Parabéns por esse Blog! SUCESSO! Bjos

  4. Humberto Barbosa disse:

    Que bom que o Depto. de Bem-Estar tem usado ainda mais os recursos tecnologicos para compartilhar conhecimento com seu publico alvo.
    Me alegra saber dos beneficios que estes recursos irão proporcionar na vida daqueles que estão na ponta da rede de serviço e bençãos – nossos membros nas unidades.
    PARABÉNS!

  5. Os presidentes da Igreja sempre têm dito que a Igreja deve usar sabiamente os recursos da tecnologia a favor dos membros.
    O blog do Bem-Estar é sem dúvida um canal maravilhoso de comunicação, orientação e atualização para aqueles que servem no chamado de líderes do sacerdócio e especialistas de bem-estar e/ou emprego nas alas e estacas.
    Com esse recurso os que desejarem estarão sempre atualizados. Lembro também que os treinamentos on line constituem um método prático, seguro, mais barato e rápido para manter os envolvidos a par de tudo o que acontece.
    Parabéns a toda equipe.

  6. cileia guedes de lima disse:

    Achei maravilhoso com essa ferramenta á mais para desenvolver um otimo trabalho e ficar atualizado o que esta acontecendo em todo Brasil e melhorarar mais em nossa unidade

  7. Marcia M. Ramos do Nascimento disse:

    Estou com um projeto fazendo horta familiar nasa casas dos membros da minha Estaca. O primeiro bispo que me ouviu e foi obediente a este princípio , foi o Bispo da Ala Cavaleiro. A horta familiar é tb uma forma de fazer armaze-namento e um viver previdente. Márcia Nascimento Especialista de Bem Estar Estaca Jardim São Paulo

  8. Muito bom!!!Sei que este blog vai me ajudar no meu crescimento i pessoal e profissional!!

  9. MARMO disse:

    O blog ,para mim é fantástico, pois o mesmo me deixa atualizado e me inspira a dar continuiadade no meu chamado, tenho recebido apoio de meus lideres.
    Tenho o chamado de Especialista da Estaca Curitiba Iguaçu, o qual gosto muito e me identifico com a atividade.

  10. Diana de Sousa Bezerra disse:

    Adorei o blog, sou especialista da Estaca Campina Grande-Brasil e gostei muito de ver tudo isso que foi relatado. Faço parte do SRE desde que foi lançado aqui em minha cidade, e tenho tido o privilégio de ver muitos irmãos mudarem totalmente o rumo de suas vidas por meio dos cursos do CASP. Sinto-me muito feliz com o sucesso profissional de todos eles como se fosse comigo, pois de certa forma , sei que os incentivei a chegarem lá.
    Amo este trabalho voluntário de poder ajudar outras pessoas a tornarem-se aut0ssuficientes, pois sei que é exatamente isto que o Senhor quer, que sejamos tão autossuficientes quanto Ele é.

  11. Antonio Marmo disse:

    Fortalecer o Casamento – Prevenção, tema este que será desenvolvido com muita propriedade,no dia 26 de abril de 2012, tendo em vista o estimulo dado pela liderança para tratarmos deste importante assunto.
    Contamos com a presença dos lideres, inclusive o da nossa região, da estaca
    Curitiba Iguaçu.

    Marmo.

  12. Que maravilha de ferramenta é este blog!!! Muito obrigado por este rico instrumento no qual nos ajuda a servir melhor na Obra do Senhor e Ajudar Seus filhos a viverem melhor, viverem para Ele com suas famílias.
    Fui chamado Especialista de Bem-Estar da Estaca Chapecó e também estamos iniciando o Centro de Autossuficiência na Estaca !!!
    Tem sido muito especial servir neste chamado!!!

    Que o Senhor os Inspire, os Abençoe ainda mais.

    vamos manter contato!!!

    att

  13. GALDI-ROBERTO disse:

    BOM DIA,QUERO,COMPRIMENTAR O SR-LEONARDO MENEZES,O SR OSVALDO BIAGIO,PELO TRABALHO NO BLOG,ISSO E DE TAL RELEVANCIA,PARA TODOS QUE PROCURAM UM TRABALHO,HONESTO,TRANSPARENTE,DE FUTURO,HOJE PODEMOS DIZER COMO É IMPORTANTE TERMOS UMA SEGUNDA LINGUA QUE O INGLES,TUDO QUE NOS ROTEIA ESTA EM INGLES,Á INTERNET,LIVROS,APARELHOS,O TRABALHO DOS MISSIONARIOS AMERICANOS,QUE FAZEM UM TRABALHO,MUITO BOM,GOSTARIA DE TAMBÉM FAZER AQUI NA ZONA OESTE,POIS TRABALHO NA SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO TRABALHO E EMPREENDEDORISMO-DA PREFEITURA DE SÃO PAULO,COM AJUDA DOS MISSIONARIOS E DA IGREJA,NÃO HAVERA OBSTACULO PARA CONCRETIZAR,ESSE SONHO,QUE SE CHAMA EDUCAÇÃO,COMO CONSULTOR DE RH-ESTOU Á DISPOSIÇÃO PARA QUALQUER INFORMAÇÃO NO TEL 3224-6005 RAMAL-6436 -ROBERTO GALDI OU VIA EMAIL.ROBERTO.CAT.CONSULTORIA@GMAIL.COM, O PAÍ CELESTIAL,QUE NOS COMANDA,TEMOS QUE FAZER,O QUE MAIS PRECISA O SER,HUMANO,PAZ,TRANQUILIDADE,RELIGIOZIDADE,AMOR AO PROXIMO,ABRAÇO Á TODOS.DA ESTACA PERDIZES-LAPA-ROBERTO GALDI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s